Governo do Estado e Sebrae Paraíba lançam 33º Salão do Artesanato Paraibano nesta sexta

Lançamento foi realizado no local do evento, na orla da praia de Cabo Branco, em João Pessoa

Do dia 12 de janeiro a 6 de fevereiro, a capital do estado será, também, a capital do artesanato paraibano. Foi lançado oficialmente, nesta sexta-feira (07), o 33º Salão do Artesanato Paraibano, durante um evento que reuniu, além da imprensa local, o secretário de desenvolvimento humano, Tibério Limeira, o diretor de Administração e Finanças do Sebrae Paraíba, Neto Franca, a gestora do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Marielza Rodriguez, e outras autoridades municipais e estaduais.


Com o tema “Toda arte que vem do mar”, esta será a primeira edição do Salão a ocorrer em formato presencial desde o início da pandemia do coronavírus, seguindo todas as medidas e protocolos preventivos em relação à doença. O evento, que vai homenagear os artesãos que transformam escamas, conchas e outros elementos do mar em arte e em objetos símbolos da cultura paraibana, será realizado em estrutura montada na orla da praia de Cabo Branco, em João Pessoa, das 16h às 22h.


R
epresentando o Governo do Estado, o secretário de desenvolvimento humano, Tibério Limeira, celebrou a retomada dos eventos presenciais. “Isso representa um sopro de esperança e cria a expectativa de que dias melhores virão. Também temos a expectativa de que os turistas que aqui estejam consumam a produção do artesanato paraibano, que é referência nacional e internacional de qualidade. Não podemos esquecer de que é fundamental manter a proteção neste momento, mas não podemos deixar de prestigiar este evento tão importante para a Paraíba”, analisou.

 

Para o diretor de Administração e Finanças do Sebrae Paraíba, Neto Franca, a realização do Salão representa um momento ímpar para a instituição e os empreendedores. “Estamos saindo de dois anos de pandemia, com a volta do comércio e, aqui, é o pontapé inicial para que os empreendedores possam fazer a demonstração de seus produtos e obter um retorno positivo. Tudo foi planejado para termos o melhor resultado possível, ou seja, a escolha do mês de janeiro, que é privilegiado e repleto de turistas na cidade, e a localização do evento, que é a beira-mar da praia de Cabo Branco. O Sebrae está cumprindo do seu papel de fortalecimento do ambiente de negócios”, afirmou.

 

gestora do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Marielza Rodriguez, explicou que o tema escolhido para esta edição - “Toda arte que vem do mar” - teve como inspiração o litoral paraibano, além de ter sido um compromisso do Governo do Estado de homenagear as artesãs que trabalham materiais vindos do mar, a exemplo de conchas e escamas. “É nesse clima de companheirismo, inspiração e compartilhamento que nasceu o Salão que estamos montando”, comentou.

 

Evento – De acordo com a organização do Salão, estima-se a participação de 400 artesãos de todas as regiões do estado. Dessa forma, paraibanos e turistas que frequentarem a capital durante o período poderão conhecer as diferentes tipologias do artesanato do estado, como a renda renascença, o algodão colorido, as peças em madeira e metal, os brinquedos populares, as fibras naturais e a gastronomia local.


O Salão do Artesanato Paraibano é uma realização do Governo d
o Estado e do Sebrae Paraíba em parceria com o Empreender-PB; Empresa Paraibana de Comunicação (EPC); Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa); Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB); Junta Comercial do Estado da Paraíba (Jucep); Procon-PB; Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc); Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep); Prefeitura Municipal de João Pessoa; e Arquidiocese da Paraíba.