Educação empreendedora: Sebrae firma parceria com secretarias municipais e centros universitários

Atendimento do Programa Nacional de Educação Empreendedora cresce 188% em 4 anos no estado

Neste ano, pelo menos seis municípios já fecharam parceria e receberão a metodologia Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP) para professores do Ensino Fundamental. A capacitação faz parte do Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae que, nos últimos quatro anos, registrou um crescimento de 188,48% nos atendimentos na Paraíba, saltando de um total de 3.205 em 2016 para 9.246 atendimentos em 2019. O aumento se deu graças ao número de municípios e escolas que aderiram às metodologias de disseminação da educação empreendedora, por meio de parcerias com o Sebrae Paraíba.

No ano passado, por exemplo, estudantes do Ensino Fundamental das cidades de Cabaceiras, Cajazeiras, Conde, Monteiro, São Bento e Uiraúna tiveram acesso à metodologia Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), específica para este nível de escolaridade, já que trabalha, de forma lúdica, conteúdos que estimulam o empreendedorismo, a tomada de decisões e a observar as oportunidades no meio onde os estudantes estão inseridos. Para este ano, os municípios de Cabaceiras, João Pessoa, Montadas, São Domingos do Cariri, São José dos Cordeiros e Juazeirinho já confirmaram a parceria com o Sebrae Paraíba para aplicar a capacitação a 229 professores, beneficiando mais de 2.037 alunos.

Em relação ao Ensino Médio, que utiliza a metodologia Despertar, foram beneficiados, em 2019, alunos das cidades de Cabedelo, Cajazeiras, Campina Grande, Congo, Guarabira, João Pessoa e São Bento. De acordo com a gerente da Unidade de Educação Empreendedora e Empresarial do Sebrae Paraíba, Humara Medeiros, as unidades escolares ou secretarias de Educação com interesse em receber as capacitações fornecidas pelo Sebrae, podem entrar em contato com a agência regional mais próxima para início das tratativas.

“Estamos no meio de algumas articulações. Também temos a metodologia apropriada para o Ensino Profissional, que está sendo trabalhada junto aos alunos do Senac, e para o Ensino Superior, que beneficiou estudantes de dez universidades e faculdades do estado. A disseminação da cultura empreendedora é essencial para que os alunos se percebam como protagonistas de sua história e apliquem o conhecimento adquirido em todos os aspectos da sua vida”, destacou Humara Medeiros.